Não usar acento e cedilha
 
 

UMA PÁGINA PESSOAL

 

. Uma vida de músico
. Ler e escrever
.
Cacilda Borges Barbosa




LER E ESCREVER: POESIA


SOBRE GENTE

 

Canteiro

A flor do imprevisto brota ao sol
e está ali - rente e ocre -
ao alcance do tato e além dos olhos.

A flor do imprevisto cheira como noite
e está ali - perto e linda -
na borda exata dos sentidos.

A flor do imprevisto cresceu desde sempre
no sétimo canteiro
contando a partir da porta amarela.

 
 

 

 
 

<<voltar para listagem