Não usar acento e cedilha
 
 

UMA PÁGINA PESSOAL

 

. Uma vida de músico
. Ler e escrever
.
Cacilda Borges Barbosa




LER E ESCREVER: POESIA


SOBRE GENTE

 

A véspera.

Neste antes para sempre postergado
em que nunca se chega ao exato agora,
ao instante pejado de si mesmo
do tudo já, e nada além, e mais nada.

O indevir tem, contudo, estância própria;
não espera, nem se poupa, nem se ilude:
vive inteiro o que nunca ocorrerá,
com a sabedoria turva e velha da descrença.

 
 

 

 
 

<<voltar para listagem