Não usar acento e cedilha
 
 

UMA PÁGINA PESSOAL

 

. Uma vida de músico
. Ler e escrever
.
Cacilda Borges Barbosa




LER E ESCREVER: POESIA


HOHER UND TIEFER

 

Paráclito

Entre suas mãos fulgurantes
eu me encolho e me entrego.
Você está no mais azul do fogo,
no sangue vivo que brota,
na pedra roliça
do fundo do rio.
Você está no susto
e no encanto do meu filho,
no som da flauta do outro prédio
no mosaico cromático de Ravenna.
Digo seu nome infinitamente,
enfrento sua cintilância
sem baixar os olhos,
sem temer a fúria,
mesmo perante minhas ofensas.
Você é meu resguardo e esperança,
sempre o foi e sempre o será,
Deus dos antigos que nem conheço,
Deus dos que creem e dos que negam,
Deus dos filhos dos filhos dos meus filhos.

 
 

 

 
 

<<voltar para listagem