Não usar acento e cedilha
 
 

UMA PÁGINA PESSOAL

 

. Uma vida de músico
. Ler e escrever
.
Cacilda Borges Barbosa




LER E ESCREVER: POESIA


SONETOS

 

Cena aberta

Foi do meio da platéia vazia
que você, no escuro, deu seu grito.
Nem uma palavra, só um som aflito
foi que ouvi do fundo da coxia.

A peça acabara; já a dor da hora,
sofrida com a dor do meu personagem,
fora sendo diluída na passagem
desde o palco até o ar frio lá fora.

Do grito, vi que este amor rejeitado
durante a doída encenação da trama -
num repente ainda maior de drama -
agora era querido e demandado.

Há uma hora ainda, em cena viva,
sua paixão seria decisiva.

 
 

 

 
 

<<voltar para listagem